10 Motivos para Você Assistir The Walking Dead

20 de fevereiro de 2016

mais um tema do projeto 121 do blogs up sobre 10 motivos para você assistir the walking dead
Reprodução: Insta @disseocorvo
Comentários negativos e que não tenham a ver com o post serão deletados e o dono leva block #pas

Olár humanos, continuando com o Projeto 121 do lindo grupo do facebook Blogs Up, a ideia do post de hoje é dar alguns motivos para que vocês assistam um determinado seriado e minha proposta original era listar sobre Penny Dreadful, acreditem, estou louca para fazer vocês assistirem a série que a Eva Green fala em Verbis Diablo mas deixarei para outro dia, dedicarei uma postagem completa para tal. Porém, recentemente, vi muitas pessoas reclamando, criticando e desistindo da melhor série de zumbis da TV mundial e eu pensei: "por que não?". Meu intuito será apenas estimular a curiosidade de vocês, não criticar, nem defender, apenas atiçar quem está aí do outro lado da tela lendo essa matéria.
Falando brevemente sobre The Walking Dead: o que vocês fariam se acordassem de um coma e percebessem que o mundo que conheciam foi para o beleléu? Eu, certamente, sentaria no canto e choraria até dar sono, sim, minha coragem iria embora ao perceber que estou sozinha no mundo. Mas se fosse no caso do protagonista principal, Rick Grimes, policial e pai de família, que após ficar em estado vegetativo por ter sido baleado durante o turno de trabalho, acordasse num hospital abandonado cheio de mortos vivos por detrás das portas escritas "Não abra. Mortos dentro"? Eu, na certa sairia correndo mesmo com a bunda de fora na roupa de hospital, e poderia ser um erro fatal meu porque não sei se iria encontrar uma horda de zumbis na entrada do local. Coisa de paranoico? Pode até ser, mas sei que ninguém estaria preparado caso tal contaminação acontecesse. Assistam esse vídeo até final porque nunca ri tanto na minha vida, por isso que amo fazer parte do fandom Walker.


Nunca ri taaaaaaanto com esse vídeo gente, sério. 


Mesmo com tais possibilidades de acabar como refeição fresquinha na barriga dos errantes, Rick saiu do coma, encontrando um cenário pós apocalíptico devastado por algo semelhante a uma guerra civil em massa porque parecia a fila do SUS a coisa não era nada bonita. A primeira missão do policial foi procurar sua família que até então havia sumido, tendo que adaptar-se a falta de pessoas para conversar ou pedir ajuda, tudo o que poderia servir de companhia eram os mortos que quando não estavam vagando pelas ruas, estavam atrás dele para realizar o princípio básico da vida: a necessidade de se alimentar. Viram que ele não tinha escolha? Ou aprende a se virar ou vira sushi de zumbi. E foi então que meu amor por esse seriado nasceu, desde o dia 31 de outubro de 2010, porque foi só no outro dia depois da estreia que tinha a legenda pro meu torrent, que venho acompanhando a dolorosa caminhada de ser Walker em pleno século XXI.
Então, já que essa notória missão me foi dada, não falarei a caminhada de Rick Grimes e companhia, mas sim darei DEZ motivos para vocês assistirem The Walking Dead. Sigam-me.

1. A LIDERANÇA DE RICK GRIMES


Num apocalipse zumbi tudo que iremos querer é uma pessoa que saiba o que está fazendo, certo? E isso vemos em Rick, o protagonista principal, que ao decorrer da série tornou-se não só um líder mas um verdadeiro pai para todos que entram em seu grupo. Embora vemos que a opinião de cada um conta nas tomadas de decisões, a última palavra cabe ao policial. Não importam se todos os votos tenham sido "sim", se Rick disser não, é não. Ele é o responsável por manter a segurança e a ordem entre os que caminham com ele, divide as funções de acordo com a especialidade de cada um, lidera uma missão contra hordas de zumbis ou pessoas, decide quem vive, quem morre, quem fica para trás ou quem entra no carro. Simples. Muitos podem achar errado mas se eu estivesse no grupo do Rick faria tudo o que mandasse e sabem o por que? Porque ele sabe o que está fazendo. Sua autocracia é totalmente bem-vinda mesmo com muitos protestando, afinal é preciso alguém para lidar com as mitas consequências que possivelmente poderiam tirar a paz, a insanidade e o sono de muitos. Tais como estripar um morto vivo para passar na roupa e andar entre eles como um errante qualquer, armar uma emboscada para executar um grupo de pessoas canibais que desejam se alimentar de seus filhos, arrancar uma parte infectada da pessoa na base de um facão que outrora matara zumbis ou arrastar uma horda de comedores de carne humana estrada a fora para que o risco de invadirem seu novo recanto feliz não seja abalado. Não deu certo, claro, mas todos votaram para que o plano fosse executado simplesmente porque Rick, o líder, dera a sugestão. Sim, eu iria querer seguir as ordens de Rick Grimes, não gostaria de ter que tomar muitas decisões que me fariam ter medo de mim mesma, ou acabar por ficar coberta de tanto sangue que não saberia dizer se era meu, dos zumbis ou dos mais próximos a mim.


2. NÃO É APENAS UM SERIADO DE ZUMBIS


The Walking Dead vai além dos mortos vivos, e vemos isso ao decorrer de suas temporadas que eles não são o foco da trama. O que é contato na série é a sobrevivência, a todo instante estamos acompanhando os personagens lutando para ficarem vivos, para manterem-se humanos. O risco não são os errantes em si, TWD nos mostra que além da contaminação, temos outras vulnerabilidades como uma gripe e a falta de remédios ou atendimento médico, o poder da natureza numa tempestade para quem vive nas estradas, o fogo que pode se alastrar rapidamente na mata, a falta de mantimentos para manter um grupo forte e nutrido, a paz e união entre pessoas que estão por um fio de perderem a paciência e o pior de tudo: lidar com a maldade do ser humano em sua verdadeira essência. Não só no seriado mas nos quadrinhos também vemos Rick e equipe fugirem do pior da queda da humanidade, humanos em raiz  de crueldade. Eles já se depararam com canibais, governadores e autocratas que não era o Rick, sem contar na selvageria das pessoas que sobreviveram ao grande BOOM da infestação lutando a todo custo para roubarem o que não lhes pertencem simplesmente porque precisam sobreviver. Então não procure assistir The Walking Dead esperando muito sangue e ação porque esta não é classificada muito menos como um gênero de terror, é uma série da categoria de DRAMA, sim, terão muitos episódios parados mas pode ter certeza que são essenciais para entender o que vai acontecer mais pra frente. Eles terão que lutar para manter-se com princípios e morais sem perder a cabeça já que o mundo fora por água abaixo.
Nós, fãs, podemos querer passar uma faixada de pessoas duronas, que não nos abalamos com nenhum morte ocorrida já que é algo natural, para superarmos e seguirmos em frente mas na verdade estamos todos assim:


3. TEMPORADAS CURTAS


Não é série de episódios extensos como no caso de Arrow ou Supernatural, no qual eu adoro, tem poucos episódios para acompanhar e é algo que não nos deixa cansados para saber o que acontecerá no final. A primeira season tem apenas 6 capítulos, e mesmo sendo calmo, foi fundamental para apresentar e nos familiarizar com os personagens que compõe a trama. Cada uma tem um foco. A primeira season é Rick tentando achar a família para sair de Atlanta. A segunda são eles tentando sobreviver no meio termo de estrada e fazenda, onde aprenderam que família não são apenas os de sangue. A terceira vira o foco todo para o grupo tentando reunir-se já que ficaram separados após o incidente na fazenda Greene e então o abrigo atrás das grades de uma prisão que estava rodeada por zumbis e pelo Governador de Woodbury. Na quarta, temos o retorno do Governador e sua nova trupe destruindo o abrigo de Rick e então, tomando o rumo dos quadrinhos, eles vêem-se na esperança de irem para o Terminus, um suposto abrigo para quem estava abandonado na estrada. Quinta season mostra o grupo fugindo dos canibais que estavam no Terminal e a missão — suicida — de levar Eugene até Washington, acreditando que ele era um cientista e poderia trazer uma possível cura, no caminho conheceram a comunidade Alexandria, que estava lá desde o início do colapso. Um dos focos é quando descobrem a mentira de Eugene, fazendo o grupo aceitar as condições da pacata cidade que não havia tido contato com os errantes desde que ergueram barragens. Na sexta, e atual, o grupo tem que lidar com a queda da proteção de Alexandria, lida com aliados como a comunidade Hilltop e o Reino e tenta sobreviver com as leis aplicadas por Negan, o supervilão — que amo e odeio — que carrega Lucille, um bastão de beisebol rodeado de arame farpado. 

4. REFERÊNCIAS COM AS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS


TWD não é escrita pelos principais vilões das series, os produtores assassinos de personagens favoritos, tem sua própria história produzida por Robert Kirkman, o criador. E mesmo sendo alterada para a televisão, ela segue o contexto das hqs que deram origem a tal. Não é 100% fiel aos quadrinhos, no seriado tem personagens que não existem por lá mas só de saber que a mesma não ficará perdida como acontece com muitas por aí é um verdadeiro alívio. Muitos preferem a HQ, outros a produção de TV. Eu prefiro os dois. Não sou de reclamar porque é raro ver algum conteúdo sobre zumbis nos dias de hoje então eu agradeço ao Robert Kirkman, o criador de The Walking Dead, por ter tido a iniciativa de levar suas histórias para a AMC, produtora que rodou Breaking Bad e outras superseries. O caminho de Atlanta, o encontro de Rick com mulher e filho, Lori traindo o marido com Shane, Carl matando Shane para salvar o pai, a chegada na prisão, os caminhos com o Governador e Woodbury, morte da mulher de Rick, os canibais, Alexandria e até algumas frases citadas são algumas das milhares referências com as hqs que assistimos ao longo das 6 temporadas. Mesmo o Daryl não existindo nas HQs, vocês tem que confessar que essa cena foi muito foda bem feita, vai.


5. CENÁRIOS APOCALÍPTICOS & ZUMBIS


Lembrem-se, não tem amadores nessa série, é tudo feito por especialistas que literalmente manjam do assunto, e é por isso que eu amo os cenários utilizados para dar o clima de que ocorreu um fim do mundo e ninguém estava preparado, por isso vemos objetos e carros abandonados nos mais inusitados locais. É tudo bem produzido, dá para andar com os personagens nas ruas abandonadas e pegar a emoção de tudo estar esquecendo e perdendo o espaço para as matas que vão crescendo ao redor. Quanto mais as temporadas se avançam mais os locais vão envelhecendo, desmoronando, sumindo no matagal. Alguns ainda carregam as marcas de explosões que com certeza foram do exercito tentando combater a praga, por isso que é comum os grupos acharem armas de calibres pesados, inclusive um lança-foguetes encontrado por Abraham na season 6.
Agora sobre os zumbis, tenho um nome para citar: GREG NICOTERO. Se tem alguém que sabe dar vida a um morto vivo, ou qualquer outra coisa que se mova no universo do horror, sem necessidade de computação gráfica é o Greg Nicotero. O cara deixou um zumbi pendurado num teto desabado com o maior aspecto grotesto que existe. Eu adorei! Se estivesse junto com o grupo nessa hora com certeza me daria pesadelos mas olhar pelo outro lado da tela do computador é algo espetacular. O melhor de The Walking Dead, são os zumbis. Certeza. O sangue seco envelhecido, o modo lerdo como andam, as feridas decompostas. A cada season, mais apodrecidos eles ficam, é como se tempo tivesse dando conta daquilo a terra exige, o corpo humano.

6. AS MULHERES DE THE WALKING DEAD


Engana-se quem acha que mulher só sabe reclamar e chorar quando o assunto é fim do mundo, em The Walking Dead os papéis mais fodas fortes são os interpretados por mulheres. Sim, você leu certo. Não tenho por intenção nenhuma apoiar movimentos feministas então por favor, não venham fazer mimimi no meu post, a intenção aqui é mostrar para vocês que elas conseguem ser mulheres e sobreviventes ao mesmo tempo. Mesmo com a inconstância de personalidades, no grupo de Rick todas tem função, sabem lutar, a mira é certeira, armazenam comida e medicamentos, lideram buscas de pessoas e mantimentos e ainda dividem o turno para vigiarem os que ficam dormindo. É, parceria, elas não são fracas não, sequer tiveram um momento para chorar a morte dos que se foram ou se não tomam banhos a dias. Quero ver algum cara tentar dar um beijinho à força na Tara, na certa sairá com o nariz quebrado. E ai daquele que ousar ameaçar a nova família de Carol, além dela fazer churrasco humano dos que falaram tal coisa, ela explode o lugar com uma maestria digna de John Rambo. Mas quero que tentem mexer com a Michonne só para saberem o quão amolada está a lâmina de sua katana.


7. ESTAMOS TODOS CONTAMINADOS


Todos sabemos que o nome refere-se aos sobreviventes, e não aos zumbis. Ok? E como não há nenhuma vez em que se ouça a palavra "zumbi", creio que os personagens já aceitaram que todos irão findar sua estrada de alguma forma. Ninguém está salvo de tornar-se errante quando o coração e o cérebro pararem de funcionar. Eu costumo brincar que não fico doente, fico "contaminada". Mas é piadinha interna de walker, não consigo evitar. Porém isso é um fato em TWD, todos estão de fato com o vírus porém, como permanecem vivos, ele não se manifesta. Foi o dr. Gordon falou para Rick lá no CDC, na season 02 e é o que vem mantendo o pessoal unido desde então. Pensem comigo, só pelo fato de você dormir e pedir para estar vivo pela manhã sacamos que não é algo natural do ser humano e sim uma das maiores preocupações dos personagens por temerem atacarem os companheiros enquanto todos dormem, por isso que quando morrem por causa natural ou acidente, Rick e companhia aguardam até a contaminação reanimar o corpo para então darem um fim ao processo de vida e morte, preservando todo o esforço que todos eles tiveram em sobreviverem até ali, ter a verdadeira morte tornou-se uma questão de honra.

8. APRECIAR AS PEQUENAS COISAS


Tem momentos que veremos coisas bobas como Michonne comendo uma pasta de cheddar que não estava vencida, ou Carl sentado no telhado comendo pudim e até o Daryl saboreando um gostoso esquilo na brasa, esses são o que chamo de "apreciar as pequenas coisas". Tem também quando vemos nosso grupo querido sorrindo, descontraindo com músicas e conversas jogadas fora. Eu te pergunto, quando foi que vimos Daryl sorrir? Difícil dizer, certo? Mas percebi que para ele um bom momento é estar perto de quem ele confia, a confiança é algo pequeno que aos poucos foi ganhando força na trama e é algo para se admirar. Também temos questões como ajudar um amigo a fugir de um regime autoritário de policiais, um banho tomado e roupas novas, enquanto uma busca por suprimentos é feita no local encontrar algo que alguém no grupo possa utilizar, desfrutar de muitos momentos sozinhos, sem humanos ou errantes, para ficar olhando quadrinhos ou ler, ou simplesmente sentar em algum lugar para ver o dia se pôr. O conforto de uma boa comida e lugar protegido para dormir, ou encontrar algum animal desde cachorro até cavalos, curtindo o modo como a natureza retoma seu lugar por direito. E observando bem, não vemos pets em The Walking Dead, então entendo a felicidade e o carinho de quem encontra algum como no caso da cabrita Tabitha ou do cavalo que Daryl achou ao redores de Alexandria. E não digo para fazer almoço, ouviu sr. Dixon?

9. AS CRIANÇAS DE THE WALKING DEAD


Na HQ sabemos que a filha de Rick, Judith, morreu junto com Lori. Certo. Mas na série a bebê continua viva e percebi que muitos fãs estão reclamando que ela é uma bomba relógio que pode colocar o grupo todo a perdição. Porém, os produtores deixaram claro que não é de intenção deles retirarem Judith de lá porque ela é a motivação deles para continuarem no caminho, e realmente sempre vemos a neném nos braços dos amigos de Rick, alimentada e protegida, como se ela se mantivesse ali para deixá-los unidos. Judith, assim como Carl e as demais crianças, são a esperança para aqueles que encontram-se fartos da caminhada com errantes. Os pequenos já aprendem a atirar, ouvir passos e caçar desde cedo, tiro o exemplo de Lizzie e sua irmã Mika, que atiraram sem emoção alguma nas pessoas que estavam junto com o Governador quando este invadiu a prisão. Seria então a decadência da infância no mundo pós zumbi? Pode ser que sim, e pode ser que não, porque eu gostei de ver Carl e Enid correndo na mata mesmo sob ordens de não deixarem os muros de Alexandria. Foi uma cena tão espontânea que me arrancou sorrisos já altas da noite, lá na sala, enquanto exibiam o episódio em estreia simultânea com os Estados Unidos pela Fox.


10. WE ARE THE WALKING DEAD


Muitos podem achar infantilidade e outros um estilo de vida. E eu sou aquela que tem dias que acho os dois, porém, confesso que em outros me encaixo em tantos fandoms que para mim já perdeu a seriedade de debater o que é certo ou errado. Gosto de fazer parte de uma família, esse é o fato e a melhor coisa de todas nesse universo de errantes é o fandom. Vocês sabem o que é, certo? Aquele conjunto de pessoas reunidas em um só amor, o amor por The Walking Dead, e isso, fora o fandom Hunter (Supernatural), Whovian (Doctor Who) e os Truebies (True Blood), o mais acolhedor que tem é o WALKER. Sim, somos todos Walkers. Somos todos zumbis. É uma família, vivendo um compromisso, a missão de nunca deixar a zoeira morrer. E quando falo na questão de fandom não digo o caso dos fãs que desfazem amizades só porque certa pessoa não gosta de determinada, eu digo o lado zoeira da vida, aqueles que passam o dia fazendo montagens com fotos e vídeos para pegar o lado cômico dessa tão controversa série que é TWD. Gosto de compartilhar no facebook os memes gerados em torno do Daryl Dixon e da Michonne, vocês não tem noção do quanto eu morro de rir mesmo depois que compartilho por lá, e ganho meu dia quando alguém comenta em risadas o que achou daquilo. Se você se juntar a nossa sociedade saiba que já está infectado, você é um walker como todos nós, um sobrevivente valente que resistiu bravamente para acompanhar todas as temporadas e que merece ser compensado com muita baderna e cachorrada no lado escuro do apocalipse zumbi da Força. 


Bom, é isso gente. Nem digo que fiquei mega feliz em listar os 10 motivos né, The Walking Dead tem sido meu amor maior desde o dia que assistir ela dois dias depois da estreia, em 2010. Não pelo fato de ser sobre um apocalipse zumbi — como disse para vocês ali na descrição abaixo da foto de perfil só falo de zumbis — mas sim por se tratar de sobrevivência. Por se tratar de união. Por se tratar de trabalho em grupo. Por mostrar que o problema ali não são os mortos vivos e tampouco uma doença ou acidente, e sim a natureza doentia e selvagem do homem em si. Até porque eu vivo falando que THE WALKING DEAD NÃO É TERROR, É DRAMA. Tanto a série quanto os quadrinhos. Acreditem ou não, é drama. Não assistam esperando monstros porque isso é o que menos tem. Por isso sou apegada a esse amorzinho.

  • Atualizando: Negan já deu as caras na série e eu, depois de muito tempo odiando ele lá nas HQ's, simplesmente o amo. Eita vilãozinho muito bem trabalhado, cheio de humor acidamente negro e foda deliciosamente habilidoso. Ansiosa para a nova season onde teremos A Guerra que uniu Alexandria, Hilltop e o Reino contra os Salvadores. ♥

Quais séries vocês dariam 10 motivos para alguém assistir?

Ah, antes que eu me esqueça, vamos espalhar amor na blogosfera. O ódio não constrói caminhos e tampouco realiza sonhos, vamos crescer juntos meu povo. Um beijo e um queijo. ♥

25 comentários:

  1. 11º motivo: DARYL DIXON!!!!!!!!!!!! HAHAHAH Cara as mulheres de twd são tão boas quanto os homens, eu sou viciada nessa série (apesar de que to atrasada, mas calma que vou me atualizar! haha)
    Uma Tubaronense

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, esse é um dos motivos para ficarmos suspirando na frente da tv, eita Norman Reedus. ♥
      As mulheres de TWD são lacradoras, se não fosse a Carol causando um CABOOM no Terminal, já era Team Rick, hehe. Isso, atualize-se e venha comentar os episódios comigo, Iza. ♥

      Excluir
  2. Hey Priscila, amei o post!!
    A série está incrível, mal vejo a hora do Negan aparecer, agora que Jesus já deu as caras. Glenn que se cuide!
    E o que dizer da Carol? Se tornou a badass e mãezona do grupo, se comparada com a da hq foi uma baita ~e boa~ mudança haha <3
    Um beijo!
    Quase Outono

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor!! E eu super concordo contigo, TWD conseguiu pegar um rumo que achávamos que duraria tanto e com tamanha intensidade. Eu vi um trailer do Honest Trailer, super divertido, falando que mesmo depois de tantas temporadas os fãs continuam esperando os personagens da HQ, nooooooooossa nunca ri tanto, não tem como não amar o fandom Walker. ♥
      Ai dona Carol, eu sofro e comemoro junto com ela. Que moliér incrível que o seriado criou gente ♥
      Beijão flor!

      Excluir
  3. Oh nunca entendo quando me dizem que deixaram de ver TWD, JURO COO ALGUÉM CONSEGUE FAZER ISSO?? A série é muito boa e falou tudo o que eu penso aí haha admito que no começo eu não curtia tanto assim o Rick, sabia? Mas com o passar da série fui me apegando tanto a ele que noss, só amor <3
    E eu não to sabendo lidar ficar esperando esses episódios não! haha TO SUPER TENSA ESPERANDO ESSE NEGAN APARECER, GEE.SUS! x_x
    E antes que eu esqueça, to apaixonada no seu blog *-* mais ainda com esse nome divo <3 amei amei!
    Bjuuuus

    Loud Like Moi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois somos duas que ficamos sem entender como pode o povo desistir de TWD. E aos que assistiram e não gostaram, TERÃO QUE ASSISTIR NOVO, ASSISTIRAM ERRADO! Hahaha
      Mas falando sério, no começo creio que muita gente não gostava do Rick pelo motivo de termos o Shane como o fodão. Mas depois que o Shane se foi, Rick além de lidar com os próprios demônios teve que tornar-se outra pessoa ou sua família morreria, tanto na HQ quanto na série. Mas cara, agora que chegou Jesus, é questão de episódios para o Negan aparecer, na verdade minha empolgação vem por causa do Jeffrey Dean, não vejo esse cara desde Supernatural haha ♥
      E eu que sou apaixonada pelo seu desde aquela árvore do The Nightmare Before Christimas? Super seguindo, sua perfa. ♥

      Excluir
  4. Gostei do post, tu arrumou bons motivos para chamar as pessoas a ver a série e soube explicar bem cada um.
    Parabéns.
    Sucesso! Beijão

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu confesso que só escutei por alto essa série. Não conhecia e nem tinha visto nenhuma imagem, aqui foi o primeiro luar que vi. Gostei da sua forma de escrever sobre a série e explicar. Eu quase não consigo acompanhar uma série inteira, por isso que assisto mais filmes.. Mesmo assim dica anotada aqui :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Estou aqui pensando o que eu faria na situação descrita por você, acordando sozinha percebendo que o mundo que estou mudou completamente e eu só cheguei a mesma conclusão que você hahaha em todas as hipóteses! Eu choraria no canto por um bom tempo ou corria sem rumo, correndo o risco de ser pega por zumbis :P Rick é um homem corajoso, eu teria virado o sushi de zumbi sem a menor sombra de dúvidas kkkk os dez motivos são suficientes para qualquer um começar a assistir TWD viu, mesmo! Se eu soubesse de todos os problemas de sobrevivência que seriam mostrados, eu definitivamente teria começado antes. E amei demais o motivo SEIS! Mulheres sendo poderosas como sempre, em todo lugar, inclusive contra zumbis 8). E as cenas baseadas em HQ são muito boas, tipo as do Negan. Eu adorei tudo :D. Excelentes dicas! Pra fazer qualquer um dar uma chancezinha que seja né? Show de post!

    ResponderExcluir
  7. Sou dessas que realmente não pensou em nenhum momento em assistir TWD. Sei lá, sempre achei que fosse uma história boba de zumbis e agora com sua resenha estou repensando meus conceitos. Quem sabe agora consiga dar uma chance né hahaha Pq o amado assiste sozinho esse tipo de séries.

    ResponderExcluir
  8. Amei os motivos que você elencou, eu assisti a alguns episódios e não havia curtido, depois que li sua postagem, fiquei com vontade de ver hehehehe

    ResponderExcluir
  9. Amo tanto TWD que quando acaba e so para outubro eu choroooooooooooooooo e quando eu soube q ele ia em Lisboa uiiiiii chorei mais ainda que estava em aula se nao ia velos rs vale apena assisti e amelhor serie do mundo

    ResponderExcluir
  10. Priscila eu não sou muito de assistir essa série the walking dead pois só em escutar os zumbis fazendo aqueles gemidos me dá até um pouco de medo. Só conseguir assistir uns 3 episódios, aqui em casa as minhas irmãs assistem aí eu fico as vezes só escutando mas ainda sim fico com um pouco de medo, ver aquelas imagens assustadoras dos zumbis correndo atrás das pessoas tentando pegar é de arrepiar. Mas hoje em dia não assisto mais, bjs.

    ResponderExcluir
  11. Pois é, TWD é realmente tudo isso. Confesso que fiquei um pouco desanimado nessa segunda parte de temporada, alguns episódios me cansaram um pouco e essa tal guerra que criei tanta expectativa ainda ficou pra depois. Ainda bem que parece que o Rick está voltando ser tudo isso que vc falou. Também conheço umas pessoas que abandonaram a série nesse ano, mas eu ainda me mantive fiel. Sou desses que sempre pensou que a Judith seria a tal bomba relógio, que alívio saber que não será. rsrs Meus personagens preferidos é Carol e Daryl. Sofro até hoje com a morte da Beth e do Glenn. Contudo, quem ainda não assistiu, confiram. Realmente é muito mais do que só uma série sobre zumbis.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  12. Assisti um pouco, meu cunhado gosta, me apeguei a alguns personagens e eles acabaram morrendo. :/ É um Game Of Thrones de zumbis. ;--;

    ResponderExcluir
  13. No que eu podia ver a partir do filme desconcertante Assista Walking Dead Ele costumava ser um amado por muitos, que usaram a violência como uma maneira de avançar argumentos convincentes. Depois, com o passar do tempo, tornou-se violento, sádico e repulsivo. The Walking Dead está no impasse em si agora, e é duvidoso que a série será capaz de sustentar-se antes de ser totalmente comido ou soprado no reino.

    ResponderExcluir
  14. Aqui em casa somos viciados em séries essa foi uma das nossas primeiras a gente vê o tempo todo , não tem como não assisti parece que cada episódios prende a gente mais e mais sério amo fortemente

    ResponderExcluir
  15. Pode ter certeza que não preciso de motivo nenhum... sou hiper viciado nessa série, acompanho desde o primeiro episódio lançado pela Fox. Sou apaixonado pela história e principalmente a produção do série.
    Tudo de bom, sucesso!! Bjs.

    ResponderExcluir
  16. Pri, confesso que sou uma daquelas pessoas que resistiu a assistir The Walking Dead, sempre achei que tratasse de uma série que desenvolveria todas suas temporadas em um surto apocalíptico de zumbis e que nada mais poderia surgir nesse enredo, logo, achei melhor investir meu tempo em outras séries. Todavia, lendo todos os motivos listados na sua postagem, vejo que a série aparenta ser muito mais do que imaginava e que talvez compense dedicar algumas horas para assisti-lá. Sobre sua pergunta, uma série que indicaria sem dúvidas é Black Mirror, simplesmente fantástica e que aborda temáticas sensacionais. Obs.: mesmo não conhecendo a série, vi o vídeo até o final e rachei o bico de rir, principalmente nas partes de Turn Down For What hahahaha
    Como sempre seu blog está de parabéns. Desejo todo o sucesso.
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  17. Oi Priscila, tudo bem?

    Então, sou uma das únicas pessoas que nunca assistiu TWD, nem mesmo um flash qualquer da série. Na verdade, tenho muita vontade de começar a assistir, mas para ser sincera não fazia a mínima ideia do que a série retratava além dos zumbis e do mundo pós-apocalíptico. Então, seu post foi muito útil para mim, uma compleita leiga no assunto. Gostei do fato da série ter mantido a filha dele, pois pelo que você narrou, parece-me que ela é a grande motivação no fim, é por ela que eles buscam sair daquele local ou pelo menos melhorá-lo.
    Não sei se vou assistir a série um dia (a quantidade de temporadas me assusta), mas os seus motivos foram muito plausíveis. Aco que curtiria vendo os personagens apenas se preocupando em comer um pudim ou chocolate que não estivesse fora da validade. Tenho quase certeza que meu coração seria fisgado! Como sempre, um ótimo post!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá! :) Não posso mostrar este "post" cá em casa, se não o maridão vai fazer-me ver (mesmo que por efeito colateral), até não aguentar mais! ahahah E depois ainda ia levar os zombies comigo para a cama a invadirem-me os meus sonhos, que já por si são autênticos filmes! :)

    Beijinho grande
    Rosa

    ResponderExcluir
  19. Com certeza o 5 motivo (CENÁRIOS APOCALÍPTICOS & ZUMBIS) é o que me faria assistir, pois acreditem eu ainda não assisti essa série, gosto de assistir filmes e séries bem feito e que seja bom e pelo que eu vi o the walking dead é mara. Eu nem sei o que faria se eu acorda-se em um hospital e me deparasse com zumbi (Provavelmente correria desesperadamente até saber ou decidir o que fazer).

    http://fabiisanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Amo filmes de terror, mas falando a verdade nunca curti muito nada que envolvesse zumbis. Até que um dia desses estava passando a maratona de THE WALKING DEAD e fui almoçar na casa da minha mãe. Aí deu-Se rs assisti vários episódios e acabei curtindo a série. Além de não falar somente sobre zumbis a história em si é bem bacana.

    ResponderExcluir
  21. Essa série está na minha lista algum tempo, mas ainda não consegui ver. Mas com certeza agora vou ver .

    ResponderExcluir

1. Espalhem amor, e não ofendam.
2. Digam ao Zane Holtz que eu tenho interesse.
3. Ler a postagem toda antes de comentar não mata ninguém e valoriza o trabalho de quem criou.
4. Deixem seus bróguinhos para eu visitar.
5. Aos spamzentos: vão fazer spam num tabuleiro Ouija, obrigada.
6. Assistam Black Sails. ♥