Pipoca: Escritores Amaldiçoados

23 de abr de 2018
Reprodução: @disseocorvo
Qualquer gracinha e falta de respeito nos comentários, o user leva block sim.

Olár humanos, resolvi sair do repouso eterno e silêncio sepulcral da minha cripta para trazer mais um post pro Disse o Corvo, afinal ele já criou teias né. Como havia comentado no twitter, minha vida precisava entrar nos eixos e isso significaria em focar mais no que tenho fazer fora da internet e menos contato com meu notebook. Olha, tá uma correria mas até que tô gostando.
But antes tarde do que nunca. Então, estava eu assistindo Black Butterfly esses dias na Telecine e fiquei naquela: "pqp como escritor tem uma cabeça fodida conturbada né?". Então pensei, "por que não fazer um post dedicado a essas mentes?". E aqui estou mexendo na minha caixa de horror stuff para trazer a vocês uns terrorzinhos envolvendo escritores, alguns amaldiçoados, outros desafortunados, mas sempre padecendo da mesma doença: bloqueio criativo. Bora ver quais filmes eu separei pra uma sessão pipoca do caralho amor?

☽ ❅ ☾

DEADLINE (Flashes de uma Psicose)

Vi esse filme na época que o Crackle era o melhor app de filmes que fugia da Netflix. Conta a história de Alice, uma escritora sofrendo bloqueio criativo que vai para uma casa "nova" com sua companheira né. Até aí tudo bem mas quando ela começa a presenciar coisas que não posso falar pra não ser spoiler, ela se questiona se é coisa da sua cabeça, realidade ou se ela está presenciando o que ela escreveu no livro dela, tudo porque ela achou uma caixa com várias paradas que mexem com o passado dela.. Entenderam? Eu também não, mas é isso aí que acontece no filme.

GWAI WIK (Assombração)

Não poderia deixar um asiático de fora da lista né? Ting-Yin é o que chamaríamos de best seller writer do mundo asiático. Numa tarde corrida de autógrafos, o agente dela resolve falar que ela faria um livro novo envolvendo assuntos sobrenaturais né, but nesse processo de criação ela passa a enfrentar um bloqueio criativo daqueles para desenvolver o projeto novo, o que fez Ting fez meter o delete num rascunho que ela tinha feito. Mas o arquivo fica na lixeira e Ting começa a ter umas visão visões que deixa ela naquela dúvida: "serasi será que o que eu escrevo tá interferindo no mundo atual?". Pois bem, que filmão hein.

BESEUTEU SERREO (BestSeller)

Esse horrorzinho asiático é o queridinho do coração que não tenho. Conta a história de Soo-Hee, uma escritora que olha, azarada viu, que teve um dos best sellers dela acusado de plágio e isso acabou forçando-a ter que morar um vilarejo rural depois do escândalo. Aí a filha dela — eu digo que criança é encapetada, tsc — fala pra mãe que tem um espírito na casa que conta histórias horrendas e afins, e ela se vale disso para fazer um trabalho novo. Logo o romance vira um baita dum best seller MAS ela é acusada de plágio novamente já que anos atrás tivera outro livro daquele mesmo jeito. O que acontece? A loca retorna pra casa do vilarejo pra provar sua inocência e descobre que o problema está escondido no pacato lugar, é muito feels.


SINISTER (A Entidade)

Em pensar que esse filme me deixou no maior cagaço medo de ir no quintal a noite, haha. Mesmo não sendo do meu subgênero de horror/terror favorito já aborda possessão/demônios, prendeu minha atenção que é uma beleza. Como na sala do cinema eu estava praticamente sozinha — porque né, só piso na Cinemark quando aquilo tá vazio —, me vi presa na história de uma forma que nem sei explicar. Enfim, é sobre um jornalista e escritor de romances policiais que vai investigar uma caixa de filmes cheia de gravações de crimes horrendos but ao mexer nessas coisas e procurar juntar os fatos no livro que ele estava escrevendo, a entidade responsável por tudo o que aconteceu nas gravações começa a mirar na família dele. Muito topper.

I AM THE PRETTY THING THAT LIVES IN THE HOUSE (O Último Capítulo)

Esse é um filme super LEVINHO que achei lá na Netflix e que precisa estar incluso aqui por motivos de ser bem calmo e tenso. Lily, enfermeira que cuida de idosos, fora solicitada pelo sr. Waxcap para cuidar de Iris Blum, also uma escritora famosa por seus livros e contos de terror. Essa enfermeira é aquele tipo de pessoa que tem medo fácil então tudo pra ela assusta, aí eu te pergunto: ir morar na casa de uma escritora de horror stuff foi uma boa ideia? Sim. Não. Lily descobre que um dos livros que a sra. Blum escreveu não era apenas uma história de assassinato, foi algo que realmente aconteceu e que essa casa que ela está vivendo foi o verdadeiro palco da atrocidade que aconteceu com Polly e que iria interferir na vida dela, bem legalzinho.

HUSH (Hush: A Morte Ouve)

Outro achadinho na Netflix que até agora fico me perguntando porque demorei tanto para assisti-lo. Que coisa mais linda! Maddie, uma escritora surda que mora sozinha num lugar que era para ser tranquilo, tem sua rotina atrapalha de um jeito que vai deixar muita gente desconfortável. Os vizinhos, cientes de sua carência, fazem o que podem para manter contato com ela e assim a vida vai seguindo. Um serial killer se interessou por ela justamente por saber da deficiência dela, porém ele descobre que ela não é uma presa tão fácil assim, Maddie usa todas as habilidades dela para sobreviver. Muito feels, tipo o Mute só que mais legalzinho.


BLACK BUTTERFLY (Borboleta Negra)

O que dizer desse filme que só por ter o nome Jonathan Rhys Meyers no elenco já me fez criar muitos amores? Que filme, migos e migas, que puta filme. Deixando meu momento fangirling de lado, Antonio Bandeiras e Jonathan R. Meyers estão nesse amorzinho de thriller, nos fazendo questionar o bonzinho do malvado e o quanto nossa mente é capaz de julgar pela aparência, acredite.  Vale a pena os plots nele, viu. Tenho um post separado para esse filme que um dia libero aqui no Disse o Corvo, aguardem.


☽ ❅ ☾

Cês não tem noção do quanto eu estava querendo liberar esse post para vocês mas né, juntou a falta de vontade pra mexer no blog (na boa, a blogosfera tem horas que fica inabitável), bloqueio criativo, aulas do curso e trabalho, que acabou ficando no rascunho mesmo. Levantem a mão os escritores de plantão que não tem um ataque de nervos quando tá numa fase complicada pra escrever algo? Porque eu mesma que tô transferindo todos os escritos de tumblr/fanfiction/afow/niah pro Wattpad, sinto vontade de surtar de tanta coisa que tenho pra dar conta. Mas enfim, me respondam aí nos comentários:

Quais outros filmes que falam sobre escrita/escritores vocês conhecem e me indicam?

Agora deixa eu voltar pro meu santo Ash vs Evil Dead (que infelizmente foi cancelada porque dona Starz é uma porcaria de emissore) senão capaz da minha mãe levantar da cama pra dar uma em mim de tanto tec tec tec que tô fazendo aqui no notebook, hehe. Anyway, estava com saudade de mexer aqui no meu cantinho e trazer coisa nova procês, quem quiser link pra baixar é só me dá um salve aqui nos comentários mesmo que dou um jeito. É isto, um beijo e um queijo. ♥

2 comentários

  1. Nice entry, I'm here for the first time and maybe I will stay longer!

    https://clicknorder.pk online shopping in pakistan

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAhhhhhhhhhhhhhh! huahuahuhauahua
    Eu já assisti, dessa sua lista, A Entidade (e não achei tão legal assim, mas mesmo assim valeu a pena). O último de terror que vi foi It A Coisa do mestre King e simplesmente amei (por favor, que venha logo o segundo!).
    No entanto assisti vários outros, tem um que gostei muito Terror em Hemtivylli (é assim que se escreve?!) e... o outro eu não lembro, é de um menino que tem câncer e vai morar com a família em uma casa em que os corpos dos fantasmas estão presos nas paredes... Oo
    Achei top! xD

    ResponderExcluir

☾ ı Espalhem amor e não ofendam.
☾ ı Ler a postagem toda antes de comentar não mata ninguém, pfvr né.
☾ ı Deixem seus bróguinhos para eu visitar.
☾ ı Vão fazer spam num tabuleiro Ouija, obrigada.
☾ ı Assistam Black Sails & Vikings. ♥
☾ ı Digam ao Zane Holtz que eu tenho interesse.