Photolove | 6 on 6 — Me Sinto Bem Quando...

6 de dezembro de 2016

6 on 6 de dezembro com o tema Me Sinto Bem Quando
Reprodução: Stocknap.

Olár polvo e polva, finalmente chegou dezembro e não tenho motivos maiores para ficar tão feliz que 2016, o ano mais confuso que já aconteceu, estar acabando. Mas sabe, minha ficha só vai cair quando eu ver que é dia 27, sério. Porque por mais incrível que pareça sempre tem algo que nos surpreende e ficamos "sério que isso só veio acontecer agora?". Cá entre nós, espero que aconteça algo bom mas tipo do BOM MESMO, daqueles de ficar pensando por horas com um baita dum sorrisão na cara que vá de orelha a orelha porque não é possível que 2016 tenha sido pior que 2015, que foi literalmente o ano de dor e sofrimento. Mas é aquele ditado né, se tu quer que algo bom e novo aconteça então levanta a raba da cama e vá atrás. E não sejam como eu que na primeira dificuldade deita em posição fetal e cries a lot já desiste e vai ficar reclamando no ouvido dos outros. Mentira, só nas redes socias mesmo.
Anyway, aqui estamos com mais um tema do 6 on 6 que da blogayra mais amorzinho e cor de rosa da blogosfera, a Bella do BLONDE CHAOS e mais outras 5 pessoas onde temos que responder esse tema lindo que é * tchan tchan tchan tchaaaan *: "Me Sinto Bem Quando" em forma de fotografia. Fotografia é amor, é mostrar nosso olhar aos estranhos e abrigar quem nos visitar com total proteção e carinho. Se eu tivesse que dar uma cartada certeira, uma resposta única, para o que me faz bem eu diria que já por sobreviver mais um dia sem estrar em rigor mortis seria um bom começo. Mas fora isso é estar perto de quem me faz bem, amigos, familiares e meus pets porque por mais que eu me sinta bem estando sozinha, é sempre bom ter alguém por perto. Mesmo que seja na hora do aperto mas estão ali. Fora isso, me sentiria extremamente bem dentro de um tonel de Nutella e escutando o Tommy Karevik — do Kamelot — cantando Prodigal Son só para mim porque né, melhor morrer de amores por carinhas de bandas do que pegar qualquer tralha na rua e me magoar novamente.
Mas vamos ao que interessa e como havia dito no Twitter, espero que dessa vez role interação do pessoal nos posts porque acho divertido quando os participantes começam a comentar sobre os registros e o que acharam de X fotografia, afinal fotografia nos une e faz a força, dessa vez não é o açucar (?). Ah, antes que eu me esqueça, se alguém estiver respondendo Tags, me indiquem porque estou precisando colocar umas novas aqui no blog. Quanto mais loca e mindfuck melhor, ok? Bora lá.

DÁ UM PLAY...


And if you go, I wanna go with you. And if you die, I wanna die with you. Take your hand and walk away.
Estava eu pensando aqui com meus botões qual música colocar para combinar com o tema do mês e fiquei tentada em colocar a Lost in Paradise do Evanescence mas não seria o certo. Mas Lonely Day sim. Lonely Day explica exatamente como é o meu dia a dia e no final, creio que muita gente se sente assim porque sinceramente, a vida na cidade não é nada fácil. E até mesmo quem vive mais no interior sabe que o peso da vida nos ombros é exaustivo demais para ostentar a fachada de "oi, meu mundo é perfeito e eu estou satisfeito". Parem um pouco, respirem e botem para fora, vai fazer um baita bem a todos afinal, ninguém é de ferro e 2016 foi carrasco conosco. Então é só dá um play e morram de nostalgia.



Me sinto bem quando estou com meus gatíneos e principalmente quando fico mexendo na barriga deles sem levar um corto fatal porque né.
Me sinto bem quando o dia está extremamente chuvoso, gelado e cinza. Além de combinar com meu estado zen rotineiro, melhora meu humor em 100%.
 Me sinto bem quando estou no cinema principalmente em sessões vazias onde eu posso claramente abrir três bancos, colocar minha bolsa e jaqueta na cabeça e ficar assistindo como se estivesse em casa.
 Me sinto bem quando a casa fica vazia em dias geladinhos onde posso finalmente sentir o silêncio, ficar na cama sem preocupação alguma e claro, assistindo qualquer coisa que envolva horror/terror/suspense. Na foto a série é From Dusk Till Dawn, uma versão mais atualizada dos filmes da trilogia clássica Um Drink no Inferno.
Me sinto bem quando vejo minha sobrinha crescendo e vivendo sua infância, mesmo com a vida conturbada da família e parentela que ela nasceu, descobrindo tudo o que é novo com aquela pureza que todos nós sentimos falta.
Me sinto bem quando vem o entardecer e ele vai se mostrando novo a cada dia que passa. Tem vezes que é um misto de cores no céu e tem vezes que ele nos presenteia com uma vista dessa, toda rosa avermelhada digna de cenário de fim de mundo. 

BLOGS PARTICIPANTES


BLONDE CHAOS CHECK-IN VIRTUAL O GABRIEL LUCAS



Também me sinto bem quando estou perto dos meus migos e migas, escuto minhas bandinhas para afastar ou afogar a bad, quando viro um pote de Nutella na boca, quando me permito tomar um banho de chuva daqueles, quando como sorvete no frio, quando saio do escuro do meu quarto — mesmo sendo 14hrs da tarde — e vejo que o dia está nublado, quando compro diversas batatas fritas no Mc para juntar num potão e fazer sessão pipoca com algum filme de horror em found footage, quando as inimigas se dão mal, quando minhas séries são renovadas, quando passo o dia inteiro sem brigar com quem quer que seja, quando o Bilbo ou a Barbie sobem na cama e ficam ronronando nas minhas costas, quando saio da minha zona de conforto e viajo, quando arrumo a casa batendo cabelo ao som de Mushroomhead ou Motionless in White, quando como rabanada fora de época, quando chega o Halloween, quando chega o Natal, quando acerto algum tutorial de contorno, quando o crush não pisa na bola, quando deixo de procrastinar e faço as coisas atrasadas e até mesmo quando vem aquela chuva capirotesca depois de um dia horrorosamente quente nos dando um carinho em meio aquele calor de sensação térmica de estar sentando no colo de Baphomet entrando em Mordor.
Mas consegui mostrar as seis coisas que me fazem sentir bem mesmo tendo um caos interno bastante desanimador dentro de mim. Gostaram? Então aguardem o próximo tema que tenho certeza que vai ser só amorzinho para mostrar a vocês. Agora me respondam: Vocês se sentem bem quando...? Soltem o verbo nos comentários, ok? Um beijo e um queijo. ♥

7 comentários:

  1. Adorei o seu post!
    SOAD é vida, adorei saber mais sobre você, um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Priscila na vida vem as dificuldades, os problemas,mas no meio dessas coisas sempre tem coisas que nos faz e sentir bem, pode até ser uma coisa pequena mas ela faz bem, eu sinto bem também quando vejo o meu sobrinho sorrindo, crescendo fico muito feliz quando ele acorda e vejo que é mais um dia de vida que Deus concede pra ele. Gostei muito de saber as coisas que te fazem bem fico muito feliz por você, bjs.

    ResponderExcluir
  3. Achei linda as fotos,e sinceramente espero que o ano que vem seja melhor que esse,pq o ano dificil que foi esse!

    ResponderExcluir
  4. Oie, a vida é cheia de pequenas coisas que são um máximo né? Adorei seu post!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Amei conhecer mais um pouco sobre você e fora que o post ta uma graça *-*
    Bjinhos!

    Meu blog | Instagram

    ResponderExcluir
  6. O meu 2016 também foi um caus... espero que 2017 nos sorria. Vamos entrar nele sorrindo para ver se nos devolve o sorriso.
    Adorei sua fotos. A primeira e a segundo são fantásticas, mas a que amo de paixão é a da sua sobrinha... que amor...

    BeijinhoBom
    Paula Cardoso
    Magia nas Palavras ♥

    ResponderExcluir
  7. Amei as fotos bem criativas,que o ano de 2017

    ResponderExcluir

1. Espalhe amor, e não ofenda.
2. Diga ao Stitch, do Mushroomhead, que a boca dele está muito longe da minha.
3. Leia o post todo antes de comentar, não desvalorize o trabalho de quem criou.
4. Deixe seu bróguinho para eu visitar.
5. Assistam Black Sails, irão se apaixonar. ♥