Respondendo Tag: "Perguntas Literárias"

12 de maio de 2016

Reprodução: Stocksnap.

What's up, people! Olha quem voltou com as tags no Disse o Corvo, isso, euzinha! Eu amo responder tags mas andei tirando algumas publicadas porque deixaram o blog desorganizado. Infelizmente eu tenho esses chiliques no quesito organização mas não criemos pânico, irei respostar tudo novamente e colocar umas pessoas para responder muitas tags também. E não deixem de me indicar porque eu gosto pacas.
Anyway, hoje trago para vocês uma tag bastante interessante que é "Perguntas Literárias" e confesso que amei essa ser a primeira referente a livros que respondo. Afinal, fora comida, minha paixão é a leitura. Embora eu ande enraivada com os livros da faculdade, eita negocinho CHATO! Mas em questão de ler, tenho a mente aberta para qualquer gênero MENOS romance, a não ser que seja aqueles de bolso, caso contrário sem chances. E para não ficar clichê demais, irei evitar falar de Stephen King e Anne Rice nessa postagem porque quero que saibam que não tem só horror na minha estante, beleza? Acompanham-me. As fotos não são necessárias, eu as coloquei para enfeitar. Beleza?

AS REGRAS:

  • 1. Marcar o blog que te indicou: ILUSTRA PYXIS, minha fonte sobre nerdices e ilustrações.
  • 2. Indicar 10 participantes. (ao final do post)
  • 3. Seja sincero.
  • 4. Divirta-se.

1 — A CAPA MAIS BONITA DA SUA ESTANTE.

Olhem só que amorzinho. ♥

Para muitos pode ser uma capa como outra qualquer, ou até falar que lembra uma cena famosa da primeira temporada de The Walking Dead mas para mim é a mais bonita da estante. É do livro A NOITE MALDITA — AS CRÔNICAS DO FIM DO MUNDO, de André Vianco, por ser totalmente apocalíptica e desenhada. Quando digo que parece cena de The Walking Dead é porque me lembra muito o episódio em que Rick vai pra Atlanta atrás de sua família a cavalo mas no caso de A Noite Maldita não são zumbis que nos preocupam e sim vampiros, já que esse diz a origem do livro Vampiro-Rei, da saga do Vianco. Tenho diversas capas bonitas e incluem as capas duras mas eu simplesmente morro de amores por essa daí, não me levem tão a serio porque sou fascinada por assuntos que envolvem fim do mundo mas tenho certeza que não sobreviveria a ele. No mínimo iria sentar no meio da rua e choraria até dormir. Não sou uma pessoa muito corajosa, sabe?

2 — SE PUDESSE TRAZER UM PERSONAGEM DA FICÇÃO PARA A REALIDADE, QUAL SERIA?


Eu traria JOHN SILVER, óbvio! Se pudesse vir com Flint e Billy Bones melhor ainda mas em parte, a maior culpa de eu ser tão apoiadora de trazer um pirata estrategista e manipulador à tona, é do ator Luke Arnold devido a Black Sails. Muito antes de lançarem o seriado, baseado vinte anos antes do ocorrido no livro, já era louca pelo sr. Silver quando li pela primeira vez A ILHA DO TESOURO. Não havia um momento em que eu não ficasse torcendo para ele e a antiga tripulação do navio Walrus recuperarem logo o maldito tesouro do velho e impiedoso ♥ Flint ♥. A habilidade em conquistar até as mentes mais brilhantes, a bondade em tratar todos com justiça, ou trapacear caso seus planos dessem errado, a manipulação de mentes e suas manhas como contramestre e capitão é uma curiosidade de infância. Afinal, quem não gostaria de conhecer o único homem capaz de colocar medo no temível e sanguinário capitão James Flint?

3 — SE PUDESSE ENTREVISTAR UM AUTOR(A), QUAL SERIA?

Como uma pessoa suspeita para responder essa pergunta, não precisa me conhecer pessoalmente e profundamente para saber que seria o entrevistado caso eu tivesse a oportunidade. Sem sombras de dúvida, entrevistaria o mestre EDGAR ALLAN POE, considerado um dos pioneiros do gênero ficção policial por envolver mistérios combinados com o macabro. Não sei se faria perguntas ou se pagaria uma bebida pro sr. Poe para que eu possa vê-lo em seu processo criativo, o jeito que suas inspirações manipulam sua mente triste e deprimida, a grandeza de sua mente perturbada ao pegar a caneta e esboçar um conto qualquer. Não sei dizer, tenho tantas perguntas como:
  • Quem é Reynold? Porque o senhor estava falando esse nome quando foi encontrado vagando as ruas de Baltimore?
  • Annabel Lee, Lenore, Abigail, Ligeia ou Berenice? Virginia, talvez? O que sentia por Madeline? Era um amor não correspondido?
  • Sabendo que o senhor é tido com um mestre na arte do horror nos dias de hoje, o que faria para complementar sua biografia?
  • De tudo o que já escreveu, qual a sua criação favorita?
  • O grande Poe temia ser esquecido?
  • Por que a obsessão com a Morte?
Sor Edgar Allan Poe, vindo das trevas infernais, quer se casar comigo?

4 — UM LIVRO QUE VOCÊ NÃO LERIA DE NOVO? POR QUÊ?

Não leria LOLITA, me arrependo de ter o feito e o fiz somente porque para entender a doença desse povo em romantizar uma história sobre pedofilia. Podem me jogar pedras, não ligo, simplesmente foi o livro mais sórdido e nojento que já li. O engraçado é que muita gente diz que a culpa é da Lolita em si mas meu, pensem comigo, que diabos o cara estava fazendo olhando para a menina? Eu posso ler muita coisa horrenda, como certas cenas de erotismo doentio nos livros A DANÇA DA MORTE ou em IT — UMA OBRA PRIMA DO MEDO, ou A COISA, do mestre Stephen King mas a pedofilia descrita em Lolita e saber que muitas garotas se vestem como ela para sexualizar a infância/adolescência é algo que me revolta e embrulha o estômago, na moral. Tenho vontade de tocar fogo nesse livro! Não sabemos quem o foi o causador de fazer as jovens endeusarem e sonharem que essa história possa ser admirada porque os diretores dos filmes e cantores que citam Lolita tem sua parcela de culpa nisso. Quem gosta da história peço, por gentileza, que não venham me ofender nos comentários porque é o que acho e ponto. For fuck sake!

5 — UMA HISTÓRIA CONFUSA?

Uma história confusa, ao menos para mim, é a que li em O BEIJO DAS SOMBRAS, o primeiro volume da saga Academia de Vampiros, de Richelle Mead. Não entendi bem o que a escritora quis propor ao criar seu universo misturando as raças vampíricas Strigoi e Moroi e híbridos de vampiros com humanos. Beleza, temos duas garotas fugindo e se escondendo entre os humanos onde uma é da realeza Moroi e a outra é uma aprendiz de guardiã no qual segue-se a tradição dos híbridos trabalharem na proteção das majestades para que eles não virem almoço dos Strigoi e assim continuem gerando humanos com poderes dos seres da escuridão. Um toma lá da cá, certo, comum até. O que me intrigou e não foi porque comi muito trigo é o cuidado exagerado que Rose tem com Lissa. Gente, Lissa é uma Moroi, princesa do clã, deveria lutar como uma vampira de verdade para presentar a raça e não ficar usando a guarda-costas para isso, ela seria para o caso de vida ou morte. E ainda vem a relação miojo com ovo de Rose tem com Dimitri que me fez revirar os olhos. Minhas amigas falaram que eu me precipitei com a história e que deveria dar um voto de confiança para Academia de Vampiros, então sinto que terei reler mas entender essa confusão de personagens e enredo. Mas que diabos tentou nos passar naquela história? Uma escola com vampiros que não sabem que tem força e capacidade para dominar o mundo ou uma turminha de fraternidade que se dizem "góticos suaves" para bancar moral e mexer com o coração ingenuo das garotas apaixonadas por romances vampíricos? 

6 — UM CASAL

No caso, seria Daenerys Targaryen e Khal Drogo, de AS CRÔNICAS DE GELO E FOGO. Tá, tudo bem que durou pouquíssimo mas se [spoiler] Drogo ainda estivesse vivo [/spoiler], com certeza Westeros já estaria nas mãos da Dany — como se fosse tão fácil conquistar o trono de ferro, deixem-me fantasiar, falou? — mas o que eu amo nesses dois é que a delicadeza de Dany conseguiu, de certa forma, domar a selvageria de Drogo e em tempos de coroa roubada e traições vindas de onde menos se espera, é algo que me fez ficar realmente apaixonada por esses dois. A simplicidade conseguiu derreter meu coração frio e sem vida.

[...] "Quando o sol nascer a oeste e se puser a leste. Quando os mares secarem e as montanhas forem sopradas pelo vento como folhas. Quando meu ventre voltar a ganhar vida e der à luz um filho vivo. Então regressará, meu sol e estrelas, e não antes".

Pensem comigo, ela fora prometida para o líder dos Dothraki como uma barganha de Viserys para conseguir um exercito para tomar o trono que é direito de sangue e um enorme blah blah blah blah, levando em conta que ela não sabia nada de sua cultura matuta e muito menos como falar com ele. Mesmo com linguagens diferentes, os gestos ganharam importâncias e creio que isso é essencial para poder conhecer um ao outro e o relacionamento dos dois me mostra que pessoas de civilizações totalmente esquisitas podem aprender a respeitarem suas diferenças sem precisar de guerra, o amor pode prevalecer mesmo num mundo tão hostil como o dos livros de George Martin. E também saber sacrificar quando é preciso, imaginem a dor que a Mãe dos Dragões sentiu quando teve que por um fim no sofrimento de Drogo, sufocando-o até seu coração não pulsar mais? Eu chorei horrores lendo. E chorei horrores assistindo. Não me julguem.

7 — DOIS VILÕES (PODE SER TANTO 2 VILÕES QUE GOSTE, COMO NÃO GOSTE)

AMO: Eric Northman, de AS CRÔNICAS DE SOOKIE STACKHOUSE ou TRUE BLOOD. Esse é o famoso antiheroi, o malvado favorito da minha saga mais amável de se ler. Por mais que ele seja arrogante, sei que ele carrega uma enorme vontade de viver, sem se lamentar por ser vampiro a mil anos ou padecer do peso de não morrer. Ele gosta! Ele ama ser forte e irresistivelmente atraente. Eric gosta de mostrar aos humanos que está no topo da cadeia alimentar mas que adora experimentar o que a vida pode lhe oferecer. Ele mata, ele caça, ele briga, ele se apaixona e ele possui o que estiver em seu caminho. Como não amar um vampiro vilão que valoriza sua imortalidade?

ODEIO: Lord Henry Wotton, de O RETRATO DE DORIAN GRAY. Tanto no livro quanto no filme, é o personagem que eu consigo odiar a ponto de abalar o equilíbrio da Força. Ele foi o responsável pela perdição do Dorian no mundo hedonista, quem pagou com isso foi Basil e Sibyl, as únicas pessoas que realmente se importaram com o sr. Gray mas esse projeto de ameba, Lord Henry, com todas suas infinitas prosas de que Dorian deveria desprender-se da sociedade e fazer tudo o que deseja, destrancou um lugar obscuro e solitário que deveria ser mantido fechado, moldando a cabeça do homem cujo retrato envelhece e sua beleza não, a ponto dele mesmo acreditar que é digno e divino. Eu odeio você, Henry Wotton!!!

8 —  UM PERSONAGEM QUE VOCÊ MATARIA (OU TIRARIA DO LIVRO).

MATARIA: Elena Gilbert, de DIÁRIOS DO VAMPIRO. Por Odin, que personagem mais chata! Tanto no seriado quanto nos livros, Elesma consegue irritar profundamente com sua insignificância e mesmice. A ideia era que Elena mudasse de uma garotinha famosa e mesquinha para uma adolescente normal e destemida depois que seus pais morreram mas conseguiram deixá-la enjoada e "humana" demais. O mundo não é assim gente, se a autora quis implementar vampiros com os dias atuais, deveria ter criado uma personagem mais a ver com os tempos de agora, que se protege a todo custo, que dá a cara a tapa para seguir na vida, decidida e empoderada. Mas acabou criando uma curica chorona e impertinente, L.J Smith, mulher, desse jeito não dá pra te defender, miga. Parabéns, Elesma, por ser um verdadeiro pé no saco.

TIRARIA: Jean-Baptiste Grenoille, de O PERFUME — A HISTÓRIA DE UM ASSASSINO, só para trazer o melhor nariz de Paris para os dias atuais. Seria deleite ver qual perfeição criaria no século XXI, como dominaria o coração das pessoas, como faria para extrair as 12 notas das essências para produzir o melhor perfume do mundo, como conquistaria legiões com apenas uma pequena gota roçada em sua nuca. O império dos homens criaria. O império dos cheiros. Dos quatro cantos do planeta, Ásia, Oceania, Américas, Africa, Europa, Antártica, enfim, quais reinados iriam sucumbir para submergir a mente mais fantástica e fantástica sem precisar colocar nações contra nações, apenas mexendo com os desejos mais íntimos das pessoas.

9 — SE PUDESSE VIVER EM UM LIVRO, QUAL SERIA?

Viveria em ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS pelo simples fato de que tudo o que existe por lá são frutos de sua criativa imaginação. Ou não seria. Não importa, apenas por saber que teria um chá com a Lebre e o Chapeleiro para comemorar meu desaniversário e depois me meter em alguma enrascada nas terras da Rainha Vermelha só para assoprar seu exército de baralho, seria algo tão incrível que não veria problema algum em seguir um Coelho Branco por uma toca infinita onde teria que encontrar um jeito de passar pela porta comendo bolinhos que estica ou bebendo poções que encolhem mas a real é que quero mesmo é passar a mão no pelo lustroso e macio do Cheshire, o Gato Risonho, vocês não tem noção do quanto eu amaria viver nesse livro.
But Alice, we're all mad here!

10 — QUAL O MAIOR E O MENOR LIVRO DE SUA ESTANTE?

O maior livro, sem sombras de dúvidas é o quinto volume de As Crônicas de Gelo e Fogo — A DANÇA DOS DRAGÕES — de George RR Martin. O meu favorito também porque eu amo ficar desdobrando a capa só pra a extensão do Drogon com a Dany em Meereen.

O menor livro é O ALTO DA COMPADECIDA, de Ariano Suassuna — sim, leio obras nacionais — no qual o comprei para estudar literatura na escola. A princípio foi por pura obrigação porque sacomé, assisti o filme e não queria saber do livro mas quando o li, todo em forma de diálogos teatrais, me senti o próprio João Grilo contando suas mentiras e trapaceando para sobreviver. É um amorzinho.

INDICO PARA RESPONDER:


Girl Reckless, da minha vampira favorita Bruna Franco
Blonde Chaos, da blogayra mais cor de rosa Amanda
Baseado em Livros, da fofa e querida Fê Cardoso
Francesa Sarcástica, da Rebecka Reese
Eu Curto Literatura, da Tainan Generoso
Vaidades da Gaby, da Gaby Fagundes
Batom Nosso de Cada Dia, da Carol
Barbara Euro Shopping, da Barbara Domingues
T.A Style, da Thais Alcantara

Aconteceu com a Gente, da Amanda França
A Cabana da Leitura, da Marcela
E o blog da Mayara Trindade


•••••

Ultrapassei os limites de indicados, pulei as regras e percebi que não sou um bom exemplo a se seguir, não façam isso. Sério! Bom, é isso meus dengos. Mil perdões as meninas que pedi para participarem da tag por não ter postado antes, me enrolei e feio com a ordem das postagens e quase esqueci de subir o projeto fotográfico do mês. Que vergonha, não foi por maldade.
E que venham mais tags literárias porque irei lotar o Disse o Corvo com livros *risada malígna* e respostas polêmicas que não são mamilos. Agora me digam, com qual resposta se identificaram mais? Soltem o verbo, estou aqui para ouvir vocês. E aos indicados, quando responderem deixem o link aqui nos comentários para eu retribuir e ler o que escreveram. Um beijo e um queijo.

3 comentários:

  1. Oiii!
    Achei a tag bem interessante e adorei suas respostas! Eu me acho bem estranha, porque eu sou apaixonada por livros de romance mais na TV eu vivo assistindo filmes bem sangrentos de zumbis!
    Beijinhos
    http://umapessoatagarela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amorinha. ♥
      Eu andei acumulando umas tags para responder e logo vou soltando aqui no blog mas essa literária vou muito gostosa de fazer. Sério, amei de coração. Eu não sou chegada em romance, tanto em livros quanto filmes, gosto mesmo é coisas com cabeças rolando. Por isso amo tudo o que envolve horror, quando mais sanguinolento e pingando o livro vier, melhor. Haha.
      Beijão. ♥

      Excluir
  2. Nossa, por coincidência (ou não!) o meu maior livro também ´A Dança (que aliás é minha leitura atual), e minha escolha óbvia pra entrevista também seria o Poe, mas a Jane Austen ou a Agatha Christie seriam ótimas! E finalmente, achei uma pessoa que deteste o Lorde Henry tanto quanto eu kkkk (mas sempre achei que o Henry fosse o Oscar disfarçado na história). Quanto a Lolita, já li e não vou dizer que odiei nem amei, mas é curioso como o Vladimir falou desse assunto sem usar uma palavra suja, cara. Ele levou sério o trabalho...
    Um beijo!

    ResponderExcluir

1. Espalhe amor, e não ofenda.
2. Diga ao Stitch, do Mushroomhead, que a boca dele está muito longe da minha.
3. Leia o post todo antes de comentar, não desvalorize o trabalho de quem criou.
4. Deixe seu bróguinho para eu visitar.
5. Assistam Black Sails, irão se apaixonar. ♥